Gabriela Corrêa nunca se intimidou com profissões comumente associadas aos homens. Depois de crescer ajudando o pai em sua oficina mecânica, montou uma empreiteira. Após erros e acertos, hoje Gabriela aposta de novo no empreendedorismo para ajudar outras mulheres a, assim como ela fez, trabalharem em setores em que elas ainda sofrem preconceito, com o Lady Driver – o primeiro aplicativo de transporte só para mulheres. O app, lançado para o público em março, em um mês já contava com mais de duas mil motoristas cadastradas na região de São Paulo.